mércores 08.04.2020
Vilar de Nantes foi o berço de Luís Vaz de Camões

Autarquia de Chaves promove Encontro Temático sobre “A obra, vida e mito: Camões por Chaves”

Francisco Melo em frente da "casa dos avós de Camões". | FOTO: Helena Lobo.
Francisco Melo em frente da "casa dos avós de Camões". | FOTO: Helena Lobo.

Quem em Chaves cresceu decerto terá ouvido dizer que as origens de Luís Vaz de Camões seriam flavienses. Só a frase é pouco, porque na verdade quem por Vilar de Nantes passou, passou à porta da casa que orgulhosamente ostenta a data "1574" gravada no granito já gasto, mas a que todos chamam "casa dos avós de Camões".

Ora, o que até aqui era orgulho flaviense e se me permitem ser mais precisa, orgulho de quem no Brunheiro nasceu, volta agora a debate nacional. E em boa hora!

Sobre Camões muitas são as teorias. Tal é a névoa sobre a sua vida que Afonso Reis Cabral apaixonado pela obra poética de Camões decide seguir-lhe, literalmente, os passos e em breve fará a mesma viagem que Camões tão majestosamente versou em 10 cantos.

O município de Chaves, impulsionado pelo orgulho de ser a origem de tão grande figura, decidiu conceder mais uma honra ao poeta. Uma viagem mais curta em distância, mas enorme em memória é condensada numa rota literária, que se pretende turística, por entre os caminhos de Vilar de Nantes.

Francisco Melo, Vice-Presidente da Câmara Municipal de Chaves, apresentou onte em Vilar de Nantes esta iniciativa a que chamou "Rota internacional de Camões, um dos primeiros portugueses globalizados", em conferência de imprensa percorreu os caminhos estreitos de Vilar, passando por antigas levadas de água do Brunheiro e até à casa onde muitos acreditam ter pertencido à família directa de Camões. Francisco Melo diz que a autarquia "entende dar o pontapé de arranque para entusiasmar os outros municípios e iniciar o processo de construir uma Rota de Camões à semelhança da Rota de Cervantes".

Partem de uma tradição oral, a de que os avós de Luís Vaz de Camões viveram em Vilar de Nantes. A autarquia flaviense já "arranjou um parceiro científico" da Universidade de Coimbra e procuram parceiros institucionais.

No próximo dia 6 e 7 de Março, em colaboração com o Centro Interuniversitário de Estudos Camonianos da Universidade de Coimbra, irá decorrer no Museu de Arte Contemporânea Nadir Afonso o encontro temático “A obra, vida e mito: Camões por Chaves”, onde decerto estas e outras opiniões serão debatidas com entusiasmo. A entrada é gratuita, mas obriga a inscrição.

O passeio terminou com merenda oferecida pela Junta de Freguesia de Vilar de Nantes, no Café do Simão. Merenda o mais fiel possível a tempos idos, onde não faltou a cebola com azeite e sal, o salpicão, presunto e a marmelada de receita caseira.

Autarquia de Chaves promove Encontro Temático sobre “A obra, vida e mito: Camões por...
comentarios